Luxação da patela (rótula)

"Meu joelho sai do lugar!". Saiba mais sobre a luxação ou instabilidade patelar.


Foto de raio-x após cirurgia

O que é a instabilidade patelar?

A instabilidade patelar é uma condição que ocorre no joelho e que muitas vezes pode ocasionar episódios de luxação da patela (condição onde a patela ou rótula sai do seu lugar). Esse problema pode ocorrer em homens ou mulheres e geralmente já se manifesta desde a adolescência. A luxação pode ocorrer por um trauma no joelho ou pode ocorrer por um movimento simples onde o paciente nem mesmo refere que houve trauma. Geralmente o problema se desenvolve em pessoas que apresentam anormalidades anatômicas no joelho.


Por que ocorre a instabilidade?

Para o bom funcionamento do joelho, a patela precisa estar bem centrada na articulação e quando o paciente faz a flexão do joelho (dobra o joelho) a patela precisa percorrer o seu trajeto de maneira suave e sem solavancos. No entanto, o paciente pode ter alterações anatômicas nos ligamentos e ossos, fazendo com que todo esse movimento ocorra de forma inadequada, e o indivíduo sente-se inseguro com o seu joelho. Algumas vezes, a anatomia está tão alterada que a patela sai do lugar (luxação).


Quando devo procurar um ortopedista?

Caso você não tenha segurança com o seu joelho ou já tenha tido uma luxação da patela, você deve procurar um ortopedista para avaliação. O paciente, em geral, tem a sensação de que a rótula vai sair do joelho durante alguns movimentos normais do dia a dia. Isso é bastante limitante fisicamente, pois o paciente começa a ficar com medo dessas situações. Quando a patela sai do lugar, ela pode retornar espontaneamente ou será necessário ir ao pronto socorro para o ortopedista colocar a patela de volta no lugar. Depois disso, é necessário ser avaliado com mais calma no consultório ortopédico para planejar o tratamento.


Avaliação clínica

A avaliação começa com a história do paciente, as circunstâncias do momento onde houve a primeira luxação patelar; se houve algum trauma no joelho ou se foi algo espontâneo; se foi apenas uma vez ou se vem ocorrendo com frequência. Além disso, no exame físico, o ortopedista consegue já ter uma boa ideia se há alterações objetivas no alinhamento do joelho do paciente.


Quais exames preciso fazer?

As radiografias são importantes numa primeira avaliação para se fazer o diagnóstico de alterações anatômicas ocasionando a instabilidade. Para continuar a investigação e ajudar a planejar a cirurgia, pode ser necessário realizar também tomografia e ressonância magnética. Com esses exames realizados, o cirurgião consegue exatamente pensar em qual procedimento será necessário fazer para tratamento.


Existe tratamento sem cirurgia?

Sim. Quando o indivíduo tem uma primeira luxação da patela, o tratamento costuma ser conservador, com medicamentos e fisioterapia para fortalecimento muscular. Existe uma parcela de pacientes que não apresenta anormalidades anatômicas e se beneficiam apenas com esse tratamento. Porém, o tratamento precisa ser bem realizado para ter sucesso.


O ortopedista falou que preciso de cirurgia. E agora?

A cirurgia costuma ser indicada quando o paciente está tendo episódios recorrentes de luxação patelar (duas ou mais luxações). Nesse caso, é provável que o paciente tenha algum fator anatômico que esteja contribuindo para a luxação. Essas anormalidades podem ser corrigidas com cirurgia. A complexidade da cirurgia e o tempo de recuperação pós-cirúrgica vai depender de quais procedimentos serão feitos.


Deseja marcar uma consulta com um especialista em cirurgia do joelho?

Dr. Lauro Costa

Endereço: Rua Borges Lagoa, 1070, Sala 115 (11 andar)

Telefone: (11) 4563-3475 ou (11) 98908-9519

https://www.drlaurocosta.com

Hospitais de atuação e marcação de consulta em:

https://www.drlaurocosta.com/ortopedista-especialista-joelho

15 visualizações

CONTATO

DR. LAURO COSTA

Ortopedia | Cirurgia do Joelho

CRM-SP 144455
SBOT 13878
link_edited.png
  • Instagram